Obras Projeto:

novo acervo do MuBE

André Komatsu | Antônio Ewbank, Chico Togni e Edu Marin | Avaf | Carmela Gross | Claudio Cretti | Daniel Murgel | Detanico Lain | Gerty Saruê | Laura Vinci | Lea Van Steen e Raquel Kogan | Lucia Koch | Lydia Okumura | Manata Laudares | Marcelo Cidade | Marcius Galan | Nicolas Robbio | Pedro Palhares | Raffa Gomes | Regina Silveira | Rodrigo Bueno

 

Graças a colaboração de diversos artistas e associados, o MuBE tem passado por um processo de revitalização que começou em 2016 e tem amadurecido desde então. O novo programa de expansão do acervo do MuBE tem como objetivo a formação de uma coleção de projetos de artistas. 

 

Em vez de guardar a parte física das obras, o novo acervo é construído de obras imateriais, muitas vezes efêmeras. Assim, a nova coleção de obras-projeto do MuBE é também um arquivo de proposições artísticas. Os projetos são realizados para as exposições e quando elas terminam são desfeitos. O museu armazena registros e documentação para futuras remontagens. Mais do que apenas abrigar obras no sentido tradicional, o MuBE adquire o direito de realizar os projetos dos artistas de acordo com as indicações e instruções catalogadas.

 

Durante o processo de tombamento das obras-projeto, o MuBE colhe o depoimento dos artistas, registra procedimentos e guarda um detalhado descritivo técnico, um manual de montagem. O acervo é constituído a partir da digitalização de documentos, armazenados em um banco de dados virtual. Assim, a memória e a experiência do que ocorreu são preservadas para que outras  exposições possam ser montadas. Todas as particularidades e variáveis para a execução das obras sem a presença dos artistas, num momento em que talvez alguns materiais originais já não estejam mais disponíveis, são levados em conta. 

 

As obras-projeto são concebidas pelos artistas como projetos provisórios. Muitos dos trabalhos foram feitos especialmente para o museu e exploram relações com o entorno e a arquitetura. O novo acervo de obras-projeto do MuBE vai além da noção de arte como objeto material autônomo e permanente. 

 

A coleção de obras-projeto do MuBE permite a ampliação da noção de escultura como ocupação do espaço em diálogo com manifestações que se relacionam com o ambiente. O MuBE, ao se especializar no entendimento, pesquisa e preservação de obras-projeto, cria um acervo de ideias fundamental para a reflexão sobre o aspecto transitório de projetos em arte contemporânea.

 

Cauê Alves

Curador da mostra